5 de nov de 2010

Ele.

Ele tem 56 anos!

Tem 2 datas de nascimento!

Tem 3 filhos ( pelo menos, eu acho!)

Vive com um sorriso fácil! irradiante!! Aproxima, apaixona, inebria quem o conhece!

Ele, é um homem respeitado.

Foi ator do teatro amador de Pernambuco, assisti um ensaio, certa vez, numa madrugada de uma sexta feira, em julho, num bairro chamado Coelhos, em meados da decada de 80.

Foi contador, professor, bancário, consultor, ... hoje é um pastor e presidente de uma associação comercial numa cidade pequena na zona da mata sul.

Ele é pastor!

Pastor de muitas pessoas... amigo, confidente, conselheiro, ele tem sempre um conselho "fast food" na ponta da língua.

Ele, consegue cativar... consegue ser uma pessoa em que se deve confiar. Quando se conhece ele, parece que o conhece há anos... que é amigo de longas datas. Isso é bom... as vezes... nem tanto.

Ele...

Ele é pai... deixou um legado de 3 filhos, cada um deles, possui fragmentos peculiares dele.

Risos, lágrimas, alegrias, conquistas, reconhecimento, sucesso, prazer em estar junto.. Ele consegue extrair com exatidão tudo isso.. concomitantemente!

Ele... é uma pessoa singular!

Ele, completa 56 anos hoje... e no dia 08 de novembro ( como bem elucidamos supracitadamente no inicio deste post biográfico não autorizado.)

Ele, será eternizado, em mim, e em cada um de seus herdeiros...

Ele...lgms...

Ele...

Ele... É MEU PAI!

Feliz aniversário,meu velho!

Amamos você!

O Filho Da Guerra...

Certa vez, uma guerra que acabara de terminar, onde milhares de filhos, retornam aos seus lares ( e outra dezenas de milhares, não voltaram...), emocionados, traumatizados com a experiência traumática por eles vivida, Regressam regozijados a seus respectivos lares, e, um desses milhares de jovens, faz o primeiro contato com seus pais...

Alô, Mãe, sou eu...

A Guerra acabou, estou voltando para casa, so queria saber se posso voltar com um amigo... Ele está ferido, teve a perna amputada por um ferimento na guerra...

Eu posso acomoda-lo em nossa casa?

Doravante, vem a surpresa geral: a Mãe surpreendida pela noticia dada, indaga ao marido pela sua opinião, tendo em vista ter de acolher um deficiente da guerra...

A resposta dos pais, foi categorica...

Filho, em nossa casa, não ha como receber seu amigo, ele está amputado e não temos como permitir que ele more conosco.

O Filho da guerra silenciosamente, despede-se dos pais... e desliga o telefone.

Dias mais tarde, encontraram o mesmo rapaz, ele suicidou-se na mesma noite em que conversara com seus pais sobre o retorno do pseudo amigo.

Seus pais, diante do corpo, percebem que o amputado citado pelo filho... era ele mesmo!!

Não consigo mensurar, a intensidade da dor daqueles pais. Perderam seu filho, por uma decisão egocentrica, mesquinha, desrregada de qualquer sentimento de compaixão pelo próximo - E este próximo... era seu filho.

Sem comentários...








Autor Desconhecido
Versão... George Brandão.

5 de ago de 2010

Descansa em Deus, na Paz do Senhor...

Em meio a uma turbulência...

uma canção soa como um balsamo.

tema de uma cantata- Inesquecível, por que não dizer.

Ressoa...

" Se lembre, da vontade do Senhor, guiou-nos com carinho até aqui, Se lembre, do amor de Nosso Deus, do plano reservado para nós..."

Recitar estas palavras, da uma conotação de uma grande dificuldade vencida. No entanto, não é este contexto no qual ela esta ressoando.

Ela ressoa, no meio do turbilhão, no meio do nada, quando não se há esperança, nem luz do fim do túnel.

Deserto...

Um eco do silêncio é o que os ouvidos escutam, e subitamente, quando a ausência de fazer aquilo que se ama, quando se aproxima do momento mais angelical do ano, quando a história é contada em harmonias, acordes, unção e exalando emoção...

Silêncio...

O vácuo do nada, nos revela nada. Simplesmente nada!!

Entrementes... " Se lembre da vontade do Senhor..."

....



Viver isto, acreditar piamente que acordes surgirão, que lágrimas brotarão de olhos ressecados, que os braços voltarão a mexer-se... Por hora é so um sonho. As lágrimas caem... A saudade aperta, a dúvida mistura-se a uma dor e revolta.

Ate porque... somos humanos...

"... Se lembre da vontade do Senhor..."

A música muda o tema... os acordes em Perfeito Maior, cadênciam-se em modo plagal, e o acorde torna-se o tema do post...

"Descansa em Deus, na paz do Senhor, confia em Seu eterno amor, Descansa em Deus, na paz do Senhor..."

É a esperança!

O fôlego ressurge, as lágrimas outrora fruto de um sentimento doloroso, volta a cair.

Cair de esperança!! Os músculos contraem-se, os braços repetem movimentos técnicos... o calafrio toma o ser e tudo volta a ser uma esperança...

De que o sonho não morreu. O ar da música voltará a ser inalado. A transpiração emotiva de outrora voltará...

É isso que o mantém vivo- A esperança de contar através da música as maravilhas que marcaram a humanidade defintivamente!!!

Enquanto isso não chega...

"... Descansa em Deus..."

1 de ago de 2010

Para o Amigo, o Melhor Pedaço...

Acabo de receber redundantemente, um arquivo em PPT, da estória de Serapião e seu cachorro leal e sempre presente. Li como este conto emociona momentâneamente dezenas, ou centenas de pessoas. De igual modo, outras dezenas e por que não dizer centenas, simplesmente ignoram esta pérola recebida...

Pode parecer uma mera bobagem, um conto fictício, ou fábula, ou qualquer coisa semelhante da imaginação de um autor cuja preferência seja bastante piegas- de acordo com a opinião de alguém, no qual me isento de igual pensar.

Mas, traçando um paralelo entre os fatos, ou seja, da estória de serapião e seu cão, quero neste post, ofertar aos meus amigos, o tema deste.

Quero dar-lhes o melhor pedaço.

O melhor pedaço de mim, seria naqueles dias em que não estamos bem, naqueles momentos em que a vida nos exige equilíbrio, bom senso, parcimônia, amparo,- Surgem eles... Nossos amigos.

Eles querem algo raro de nós, na maioria das vezes, apenas atenção!!!

Pode parecer tolice, mas é a mais cristalina verdade, eles querem atenção, regada a carinho, recheada de afeto, cobertura de ternura.

Querem se sentir amados, queridos, amparados, privilegiados!

Ah... como o mundo carece de atenção mútua.

Ja vivi uma certa experiência... Onde uma semana que emergia complicada e enorme em dificuldades, onde eu diminuia gradativamente, uma amiga me pediu socorro. Tinha 2 opções, ou ignorá-la ou ofertar o mínimo que podia. Atenção dispensada, neste caso; para ela!!!


Pasmem, como foi reconfortante, ofertar alguns minutos do meu dia... Como ela me agradeceu por tão pouco. Algumas frases, respostas precisas e não genéricas, foco nela, ouvidos atentos - Pronto! Resolvido!!! Ela retomou o seu dia e eu prossegui no meu.

Contudo, aconteceu algo inversamente proporcional. Na medida em que eu dava, mais me tornava melhor, mais disposto, mais leve, mais feliz.

Percebi o óbvio, quanto mais nos dispomos a dar, melhor nos tornamos. Nossos problemas egocêntricos diminuem a olhos vistos, nossa vida ganha algumas cores, e somos mais felizes!!!

Para vocês, meus eternos e saudosos amigos!!!

Quero dar o melhor de mim!!!!

O melhor do meu tempo, os dias mais especiais, os feriados, as madrugadas a dentro, rindo, cantando e chorando com voces!!!

Quero dar-lhes minha mais pura e sincera amizade. Sem pré-acordos, sem ressalvas, sem garantias, sem avaliadores, sem promessas futuras!!

Quero ofertar aquilo que posso dar, nem mais, nem menos.

E por último...

Quero reafirmar minha amizade e rogar a Deus que os abençoe ricamente!!!

Que os faça próperos, felizes, realizados, e com alguns problemas...rs.. porque só assim, manteremos contato!

Percebi que os que nos vincula, não são os momentos de prazer e felicidade, estes, são maravilhosos, porém, o que nos interligará, serão as dores, as perdas, os problemas,as lágrimas e nossa presença!!!

Assim como Serapião, ao ganhar o cachorro quente, deu ao seu cão, a salsicha, que teoricamente, é o melhor pedaço, de igual modo, oferto-lhes a mesma!!!

Aos meus amigos... Um abraço fraterno!




P.S.- Um salve ao autor...
Innocêncio Viégas.

18 de jul de 2010

In Memoriam - AGA

Era uma vez...

3 rapazes...

3 homens...

E como diz a canção eternizada por o Pr. Paulo Cezar: "...É, já não mais poderemos, ficar juntos e orar, e pedir ao Senhor que nos ponha no peito, mais uma canção"...

Assim éram!!!

Ambos vindos de vidas distintas, tinham coisas em comum, outras nem tanto. Entrementes, havia um ideal conjuntos que os unia. O trabalho na casa do Senhor. O autêntico " Pra cumprir Seu chamar".

Estávamos sempre juntos, trabalhando, rindo,cantando, sonhando, brigando, confidenciando, pensando, todos os gerúndios positivos, estavam inseridos em nosso cotidiano!

Como eram bom ve-los juntos. Montaram então a AGA. Que doravante se tornou AAGA, para atender aos membros que faziam parte dela!

Segredos eram trocados, conselhos apresentados, projetos saiam do diálogo retórico para a efetivação com grande sucesso e eficiência. Cada um no seu modo, cada um com sua especialidade. Cada um segundo sua idiossincrasia.

Acampamentos, eventos, passeios, ensaios, Congressos, Cantatas. Eram multifuncionais!!!

Tudo era plausível e de certo modo, cabia a algum deles a especialidade.

Sim...

Eles era amigos!!!

Sim!!!

Grandes amigos!!!

Segredos ficaram eternizados dentro do carro preto. Conselhos foram dados ali também. Mas, viveram futilidades inerentes aos jovens. Existia a "resenha", onde se comentava dos mais variados assuntos e de casos e do universo que o cercavam.

Eram praticamente, os 3 mosqueteiros.

Contudo...

O elo rachou, inicou uma cesura dentro deles, algo não estava indo bem, fatos externos influenciaram a AGA. E com isso, cada um deles foi virando para seu próprio lado, procurando seu interesse peculiar. A amizade passou a ser objeto de critica, de censura, o companheirismo foi substituido pela desídia, pelo desdém.

Ficou pelo caminho o que havia de mais belo...

Ate hoje, eles não sabem exatamente onde nem como começou a ruptura. Ou, se sabem, preferem simplesmente ignorar.

Com isso, cada um resolveu tocar sua vida. Seguir seu próprio caminho, sua própria estrada.

Hoje, nem a AGA, nem a amizade que era a estrutura basilar existem mais!

So existem lembranças!!!

E ressentimentos!!

E Mágoas...

E discrepâncias...

e por fim...

Saudades...

Terminamos, cantando mais uma vez o trecho da canção do Paulo Cezar: " Amigo(s) que se foi eu hoje sonho, mas sei que esta noite vai passar, pra sempre, sempre ser um dia lindo, que nunca poderá, nos separar..."

AGA, forever!!!

13 de jun de 2010

Funcionário da Compesa

...Havia um homem...


Meia idade, 40 e poucos anos, pai de filhos ( inclusive agraciado com uma Vitória...)- pastor, amigo, companheiro, pai. `Pai de uma dezena de filhos e filhas que vislumbrava nele alguém que é um espelho e modelo e ser seguido e confiado... Sabe aquelas pessoas da nossa infância que quando vemos, olhamos pra eles e dizemos " Quando eu crecer, quero ser igual ao você". Eis ai... O funcionário da Compesa.

Igualmente a outros incontáveis funcionários... ele já estava nesta empresa ha anos... assumia um cargo legal... interessante... e desempenhava com extrema habilidade as outras funções ora discriminadas.

Via-se nele, um semblante sereno,um sorriso fácil, cabelos impeteáveis, um bigode de decadas, uma capacidade sensitiva acima da média... Além de uma sensibilidade vista por poucos. Sensibilidade esta, capaz de descrever num simples "Boa Noite!", se você estava bem ou mal. Feliz ou triste, preocupado ou de bem com a vida. Apaixonado ou infeliz conjugalmente.

Seu sorriso e sua discrição, sua forma de abraçar, de ser "pai", era algo espantoso, tanto que ha cada semana, novos candidatos órfãos de pai, o procuravam. Anelando encontrar abrigo, amor, companheirismo e por que não dizer.. Paternidade. Isso desempenhara como poucos... ser pai.

Ele também era amigo. Sabia guardar segredo. O que conversava-se com ele, permanecia ali. Dentro daquelas paredes azuis eternamente. Conselhos sábios, livros indicativos de primeira qualidade, eram um dos marcos de sua amizade, ele sempre tinha um livro que admiravelmente era a nossa cara, ou, aquilo que exatamente estávamos procurando.

Com isso.. ele se tornou sábio... por saber, por ler e pela sua capacidade intelectual... Não baseada na ciência ou na letra fria da lei. Era da ciência da vida, do amor, do cristianismo, na tolerância, do senso respeitoso, pela capacidade de amar mutuamente, dando indicios acima da média de compaixão.

Ele ria com você, chorava com você. Admoestava.

Lembro-me de um admoestação dada a mim, como ele procurava bem as palavras para chegar ao cerne... Uma crítica, uma repreensão- regado a tanto amor, que dava até prazer ser repreendido por ele. Porque nos fazia bem. Seu olhar, nos tornava de novo a estar no viés correto. Não era ruim, sua sala de estar ou melhor de "bem estar", era disputado por muitos... que sabiam de sua capacidade de manifestar um senso de respeito e de acolhimento e, de saber de sua história... pescrutando calmamente em sua vida, criando doravante uma relação cristo-terapeutica, onde ao mesmo tempo, era de terapeuta e paciente. Tudo isso, concomitantes.

Sua familia crescia... Naturalmente como tinha que ser... seu círculo foi crescendo... e o funcionário da compesa, queria mais... Queria fazer a função de amigo, pai, pastor, conselheiro, confidente, em tempo integral. Queria ser o médico da alma em tempo maior, com mais insumos de horários, que pudesse fazer com que mais pessoas pudessem ser abençoadas pela sua palavra.

Até que um dia...

Ele conseguiu sair da compesa.

Finalmente!!!

Mas...
Ele nao tem mais tempo para seus filhos. Seus olhos não vislumbram nosso ser como outrora, ele não tem mais tempo para conversas serenas e calmas. Tudo tornou-se corrido. Tudo é contado. Ele apenas consegue aprender seu nome. Sua história? - Não da tempo.Atribuições novas o levaram a um assorbebamento de funções que não da temnpo. Bill Habes, Ron Kennoly, Max Lucado, dizem categoricamente, DIVIDAM!!! Mas, ele não... Ele diz o contrário: CONCENTRE!!! Concentre em mim, tudo!!! Eu faço tudo!!!

Ai...

Os filhos perderam o pai. Os amigos tornaram-se cada dia distantes e os adjetivos que eram de temperança, amor, paciencia... virou Ostracismo... superficialidade... distancia...

Que Saudade do Funcionário da Compesa!!!

Que saudade daquela sala...onde ria, chorava com ele e não para ele...

Que saudade do abraço apertado, do toque, do afeto.

Anelo, Meu Deus, que ele não volte, para a compesa, contudo, que o sentimento, o amor, o carinho retornem... Urgentes!! Porque 300 amigos esperam por ele de volta. Sonnhamos com o saudoso e inesquecível Funcionário da Compesa.

Neste dia, Desejamos ao Funcionário da Compesa,

Feliz dia do Pastor!!!

10 de jun de 2010

Seja um Idiota!!!

Prezados, pacientes leitores...

Após um breve período sabático... onde circunstâncias alheias e não definidas, impediram-me de escrever alguma coisa aqui... li algo no profile de uma colega que muito atraiu. Não aprecio fazer tal ato, mas, diante da grandeza e do paralelismo com o autor do blog, resolvi posta-lo.



"A idiotice é vital para a felicidade.
Gente chata essa que quer ser séria, profunda e visceral sempre.
A vida já é um caos. Por que fazermos dela, ainda por cima, um tratado?
Deixe a seriedade para as horas em que ela é inevitável: mortes,separações, dores e afins.
No dia-a-dia, pelo amor de Deus, seja idiota!
Ria dos próprios defeitos. E de quem acha defeitos em você.
Ignore o que o boçal do seu chefe disse.
Pense assim: quem tem que carregar aquela cara feia, todos os dias, inseparavelmente, é ele. Pobre dele!
Milhares de casamentos acabaram não pela falta de amor, dinheiro, sexo, sincronia, mas pela ausência de idiotice.
Trate seu amor como seu melhor amigo, e pronto.
Quem disse que é bom dividirmos a vida com alguém que tem conselho pra tudo, soluções sensatas, mas não consegue rir quando tropeça?
Alguém que sabe resolver uma crise familiar, mas não tem a menor idéia de como preencher as horas livres de um fim de semana?
Quanto tempo faz que você não vai ao cinema?
É bem comum gente que fica perdida quando se acabam os problemas. E daí, o que elas farão se já não têm por que se desesperar?
Desaprenderam a brincar. Eu não quero alguém assim comigo.
Você quer? Espero que não!
Tudo que é mais difícil é mais gostoso, mas... a realidade já é dura; piora se for densa.
Brincar é legal!
Adultos podem (e devem) contar piadas, passear no parque, rir alto e lamber a tampa do iogurte.
Ser adulto não é perder os prazeres da vida e esse é o único "não" realmente aceitável.
Teste a teoria.
Acorde de manhã e decida entre duas coisas: ficar de mau humor e transmitir isso adiante ou sorrir...
Bom mesmo é ter problema na cabeça, sorriso na boca e paz no coração!
Aliás, entregue os problemas nas mãos de Deus e que tal um cafezinho gostoso agora?"

Ailin Aleixo.

30 de abr de 2010

30 de Abril...

Ultimo dia do mês, contas para pagar, meta para bater, números, números e etc...

Véspera de feriado...

fim do quadrimestre...

Fim do mês que mais tem feriados...

Não.

Quero dedicar o dia de hoje a mulher, mãe, pai, conselheira, profissional, educadora religiosa e ao primeiro rosto amável que vi na vida.

Minha Mãe!!!

Hoje é o dia dela, a etimologia da data, eu ainda não sei, ( preciso pesquisar com minha avó, sobre os detalhes), mas sei que foi um dia feliz.

A primogenita da minha avó, deve ter nascido com um sabor todo especial!

Impulsiva, sanguinea, personalidade forte, rígida. São adjetivos que fazem dela uma autêntica capitã do BOPE- tenho certeza de que ela colocaria o capitão Nascimento no chão com o tradicional "pede pra sair".

Mas, além destas caracteristicas, ela é uma guerreira. Rompeu paradigmas, criou seus irmãos, e nos criou com educação, cristianismo, ética, e um tempero do militarismo oriundo do meu avô e, o melhor, ninguem deu pra doido, nem pra outros nomes que prefiro omitir pra ninguém me acusar de homofóbico.

Minha mãe!!!

Quanto eu a amo!!!

Como eu a prezo... é por ela que eu tenho procurado errar menos, ser uma pessoa melhor, é por ela que ja perdi algumas noites, pensando em como agrada-la, como ser mais presente, como ser diferente...

É por ela que eu mato e mato, ( nada de mato e morro), entro numa guerra pra ve-la bem, para ve-la feliz, é lindo seu sorriso, eh reconfortante seu abraço, seu senso instintivo é surpreendente, como ela me conhece, como ela me respeita- o meu silêncio, minha ausencia, minha forma idiossincrática de viver.

Foi Deus, que me deu de presente voce, Mãe...

Naquele 30 de Abril de 1979, vivendo as dificuldades do pós parto, comigo em seus braços, se doando totalmente por um pedaço de você, eu sou um pouco de você, mas queria ser mais, ser um pouco mais de sua sensibilidade, de sua essência...

Te amo, Dona Gilsa!!!

Amo como a senhora fez de mim, como abdicou de sua vida pela minha, como deixou de ter algo que ha muito anelava, pra me presentear com algo que eu queria, como colocou-me acima de seus interesses pessoais, desejando simplesmente ver-me bem e feliz!

Deus a abençoe!!!


São 53 anos de brilho irradiante!!!

Obrigado,por ser seu filho... é isso que eu agradeço a Deus, por me presentear, escolhendo a senhora como minha mãe.

Bjs, mãe

sua benção, amém.

26 de abr de 2010

Epitáfio dos 30 anos...

Bem amigos...

Como o próprio tema do post refere-se, tá acabando!! em pouco menos de 1 hora, cessa-se o ano do tricentenário e começa a ser 3.1 . O que isso tem de bom? so vou descobrir a partir de amanhã, por hora, quero me ater a descrever em poucas palavras do que significaram os 365 dias com 30 anos.

vamos la..

Vivi, errei, acertei, chorei ( coisa que aliás, fiz de monte nas últimas semanas...rs), dirigi pelo Recife e RMR ( só pra variar um pouco), fiz novos amigos, outros se foram, novas descobertas, e a vivência diferente do ponto de vista harmônico musical.

Não digo e jamais direi que foi um ano pra se esquecer e, sim, pra se aprender. Aprender a ser mais maduro, porque por mais que vc seja, a vida sempre vai exigir de você um pouco mais. Assim seguimos nesta busca incessante na tão almejada maturidade, entra ano, vai ano e sempre nos vemos assim, buscando sermos melhores que outrora éramos.

Retomei sonho! Um Sonho... a pratica forense, como foram longos os 3 anos ausentes de estudar, vivenciar, transpirar Ely Lopes, Damázio, Bitencourt, Kelsen, Kant, Bittar, Alexandre Morais ( vulgo Xandinho pra os initmos que não é meu caso..rs...), Brandão, Capez, Valber Agra, e tantos outros... que me são expoentes e canalizadores de um crescimento jurídico que ainda encontra-se nas primóridas bases.

Vem por ai 3.1 . Como ele vai ser, não tenho a menor idéia, o que espero dele? que eu erre menos, que acerte mais, que a pratica forense tenha alguns encadeamentos plagais, pra dar um colorido a prolixa e rebuscada prática de se viver o universo forense. Ambas as práticas me completam, tornando-me mais sensato, mais emocional, mais equilibrado e sobretudo, mais feliz!!!

Os sonhos, os desejos, permanecem, ou melhor, se perpetuam, na esperança de se atingir metas, objetivos pendentes, ser mais autentico sem chocar ningue, enfim... Ser plenamente feliz!

Agradeço de coração ao meu Deus, por ter arquitetado em 1979, naquela maternidade do Derby, uma criança pós matura ( 10 meses e 15 dias de gestação), com problemas cardíacos insolucionáveis cirurgicamente, pele descamada pelo liquido fetal envelhecido, laçado, com as pernas levemente cruzadas ( sou um cavalheiro até quando ninguém ta me vendo...rs...), cabeça encostada ao ventre ( o que me custou uma cabeça que por anos foi fruto de piadas escolares..rs..), chegar até aqui!

Passo a lembrar de amigos que não chegaram, mães que choram por filhos que foram ceifados por circunstâncias alheias, escolhas erradas, companhias maléficas; mas, eu, estou aqui, pra compartilhar com quem quer que seja, que pelo menos aos 31 eu cheguei.

Ainda me falta escrever um livro e ter um filho, mas, mesmo com estas pendências terrenas, sinto-me feliz!

E como diz o rei...

" O Importante é que emoções eu vivi"...

Bjs a todos e parabéns pra "eu"!!!!!!!!

15 de abr de 2010

Fictização da Vida...

Estava lendo um artigo sobre o filme, que citava o tema epigrafado. Além do ineditismo ora apresentado, me chamou a atenção uma abstrata suposição: Como seria se pudéssemos fictalizar a nossa própria vida? Ou seja, se pudéssemos contar em uma estória, fatos reais da nossa própria história?

Concordo que soa demasiadamente filosófico esta autoindagação, entrementes, não deixa de ser no mínimo surreal pensar isso. Poder transcrever nossa vida... Daí,surgem os pensamentos: O que iríamos suprimir? O que potencializaríamos? O que seria esquecido? O que mereceria destaque e por fim: o que alteraríamos?

Será que dissertaria sobre os antagonismo dicotômico típico do estado pubertivo, onde nos vemos em paixões súbitas, alucinantes, avassaladoras? Será que todo o período pueril, de onde oriunda não muitas lembranças, seriam potencializados? Os medos? as advertências? Os primeiros brinquedos? A Bárbie? O primeiro carrinho controle remoto? (Eu mesmo nunca recebi o meu até hj...rs...).

Destarte, passadas estas indagações, vislumbro que poderíamos cristalizar uma série de fatos de nossa vida. Tornar bandidos em mocinhos e vice-versa, poderíamos tornar pais ausentes em participantes ativos de nossa vida cotidiana, agindo diretamente no nosso crescimento-amadurecimento até termos condições de andarmos com as próprias pernas,(fortalecidas ou não por eles). Termos a capacidade de gerenciar e inferir nossa auto suficiência, dando-a um toque todo pessoal, mesmo quando fosse uma "cagada descomunal".

Bem, diante deste cenário pseudo empírico, percebi que tudo é fruto de minha fértil e pouco produtiva imaginação. Nem os mais ativistas espíritas poderiam ver a vida por este prisma, tornando-a um conto pós vida ou paralelo a vida desfrutada concomitante a real, fatídica e verídica.

Limitados a todo este exposto, não partamos para a fictalização da nossa vida, vamos torna-la um conto... um romance, um best seller, uma obra prima, algo que é recheada de tramas, finais felizes, recomeços, começos, finais tristes, e um emaranhado de cenas de ação, onde a rotina não tem vez e a dinâmica se tornou a tônica.

É assim que quero viver... o que foi bom, é relembrado. O ótimo, inesquecível. O ruim, fruto de aprendizado. O péssimo, será cicatriz de aprendizado.

Abraços a todos!!!

12 de abr de 2010

Ajuda-me!!

Saudações Fraternas, queridos leitores!!

Após um breve período sabático, volto a escrever aqui neste blog... O corre-corre das avaliações na faculdade, de certa forma, me impediram de postar alguma coisa legal aqui, o que me vinha a mente, não passava de um parágrafo.

Confesso estar sem inspiração ( se inspirado ja não é dos melhores, imagina como estou hoje...rs...), mas a vontade de redigir sobre algum tema, por mais abstrato que seja ele, me motivou a ir em frente no que tange a expor idéias das mais variadas sobre a vida em geral.

Há quem diga que a vida é complicada, difícil, cheias de agruras, e ainda há quem diga que existem "vidas", ( se não bastasse apanhar em uma, existem quem prefira viver várias, como uma forma de evoluir a base de sofrimento), Contudo, quero compartilhar com vocês as possibilidade de se viver a vida, como uma maneira de ser feliz, de estar bem, equilíbrio em todos os departamentos da supracitada e concomitante a isto, ser intensamente feliz.

Ouvi uma canção ontem que dizia "AJUDA-ME", como uma forma de pedir a Deus para ajudar na caminhada... A nossa vida é semelhante a uma maratona, que sempre se caminha em alguma direção, norteando sempre para algum lugar, um alvo,uma meta, um fim. Destarte, após fazermos estas poucas analogias metáforicas, vislumbramos a vida como uma dádiva Divina outorgada a nós...( reconhecendo que somos o empossados por Deus entre 300 milhões de concorrentes, ao fecundar um óvulo, da mesma forma, que conseguimos chegarmos ilesos a doenças infantis, viroses, acidentes domésticos, aos infeiz e famigerados problemas da adolescência e puberdade e estamos aqui, pelo menos por incompletos 31 anos bem vividos...rs...).

Os desafios nos surgem para uma possibiidade de crescimento, de melhorarmos como ser humano, como seres que constantemente precisam de um aperfeiçoamento, de uma "lapidada", de um "polimento", de uma retífica. É bem verdade que todos estas possibilidades de amadurecimento são um tanto dolorosas em sua essência, pois nos expôem as mais variadas formas de confronto com lides pessoais e hiatos de personalidade emocional extremamente mal resolvidas, com isso, nos insurgem como uma mais eficaz ferramenta divina de crescermos...

Daí, mais propício ainda o fragmento do refrão da canção do nosso querido Pr. Armando Filho: "AJUDA-ME".

Mais do que nunca tenho cantado isso diariamente no meu cotidiano, Ajuda-me!!!



Ajuda-me ,Senhor!!!

1 de abr de 2010

Baluartes Celestiais...

Sabe quando chegam aqueles dias, que a maré está contra?

Quando seu chefe te persegue, porque você é "bonzinho" demais?

Quando a grana se acaba em pleno feriadão, fazendo com que você passe os longos dias em casa?

Quando a tristeza se apodera de sua vida, tornando você deprimido,silencioso e introspectivo?

Eis que surge:

Um amigo!!!

Alguém que não sabe de nada (ou quase nada), porém traz consigo, uma palavra Divina, que consegue legiferar sobre sua vida, tornando-a um pouco menos sombria?

É semelhante a uma brecha de luz, que entra numa caverna profunda, e com esta pequena fissura e doravante, algo paulatino começa a mudar, a entrar luz e calor. inicia-se uma série e eventos inexplicáveis naturais.

Vida começa a brotar, flores, aromas, cores, formas, passo a passo, eles vão nascendo, e uma possibilidade de ter vida nesta caverna deprimida vai emergindo...

Assim é um amigo.

Ele sempre fala algo pra te deixar melhor, pra te fazer rir, pra ver você menos mal.

Um amigo é aquele que tenta por sal em nossa vida insosa. Que anela que sejamos mais dóceis, mais amaveis e sobretudo, permitamos eles nos amar.

Ja desempenhamos isso algumas vezes e não há nada de mais recompensador que lograr êxito nesta empresa. Erguer a auto estima localizada nos subsolos secretos da alma.

Eles vão lá.

Os amigos!!!

Eles são chatos, não desistem, não respeitam nosso silêncio, não nos deixam ruminar toda a tristeza localizada dentro do peito, tentam a todo custo trazer de volta pequenos raios de felicidade, tentam mostrar um novo prisma, para que? por que?

Porque eles são amigos!

Porque eles nos amam!!

Melhor ainda, são ferramentas celestiais, usadas por Deus para nos dar, pequenos, singelos,entrementes expressivos e importantes recados...Através dos amigos, Deus nos envia msgs, para nos levar aonde devemos e aonde Ele sonha em nos levar.

O objeto deste post, é parabenizar todos os amigos!!!

Todos os meus irmãos e irmãs!!!

Aos mais distantes... e, aos mais chegados...

Existem amigos que passamos anos sem ver, no entanto, no encontro, o tempo não mudou em nada, pelo contrário, só aumentou o elo existente, provando assim de maneira cabal o quanto precisamos um do outro, com o tempo de afastamento, o período de confidencias torna-se maior, mais duradouro, mais perene... mais feliz!!!

É bom sermos bençãos... já fui algumas vezes, mas, só mensuramos o quanto é bom e importante, quando somos "salgados" ou "adocicados" por nossos irmãos. Eles nos faz pensar e refletir sobre tudo... vermos o quanto Deus nos ama, o quanto a vida é salutar e nos faz rir...

Rir..

Rir...

Quando tudo está perdido... sempre existe um caminho;

Quando tudo está perdido... sempre existe uma luz!!!

Assim são os amigos, eles se tornam lanternas, que nos norteiam até a fonte da luz, onde jorra a mais salutar e brota o mais intenso, puro, verdadeiro,sublime amor oriundo do nosso Deus.

Um Salve a nossos amigos!!!

Obrigado, Deus, por meus amigos !!!!

Amém...

29 de mar de 2010

Acredite...

Quando tudo está dando errado...

Quando os problemas, surgem do nada e a cada momento e tornam mais fortes e você cada vez mais fraco...

Quando as agruras da vida se tornam uma tônica em seu cotidiano...

Quando se olha ao redor e tudo que se vê são torcidas contrárias a seu sucesso...

Acredite!!!

Acredite que os problemas em sua maioria, são oportunidades de crescimento e/ou amadurecimento; eles podem ser resultados de erros cometidos por nós mesmo no passado, se for o caso, ainda assim, tenha a serenidade de reconhecer que o erro foi cometido, respire fundo, reflita, repense, refaça-se, reconstrua-se e...

Acredite!!!


Acredite quando os amigos nos abandonam, quando a familia questiona, quando a auto-estima foi no subsolo e o que resta é a vontade de por ermo a própria existência...

Acredite!!

Acredite que dias virão, que os problemas cessarão, que voce será uma nova pessoa, mais feliz, mais sereno, mais maduro, mais prudente, mais sensível as peculiaridades do dia e tudo irá dar certo.

Acreditar num novo dia, num novo recomeço, é ter a certeza de que Deus está a frente de sua vida, e como diz a saudosa e inesquecível história das "pegadas na praia", Deus está nos colocando nos braços e caminha por nós...

Tenho consciência de que não é fácil, até porque se fosse, eu não estaria vivendo isso com tanta intensidade, não haveria tantos exemplares de publicações acerca de algo tão latente, tão comum, até mais difundido do que exemplares de emagrecimento.

Saibamos de uma coisa... Por maiores que sejam as adversidades, ter a capacidade de enxergar além dos humanos é algo que indibitavelmente irá nos diferenciar dos demais. Irá nos tornar referênciais diante de um mundo fraco, sem esperanças, sem perspectivas, sem fé. Sem Deus, sem salvação.

Assim como este post, tenho vivido dias assim... Quando um problema chega, eu ja vislumbro que outro se aproxima logo mais, ou seja, é melhor e preparar para o que virá, e para os dois problemas, do que pensar no fim do mundo com apenas o primeiro chegado.

É facil? Não mesmo... eh possivel, totalmente, é legal? è justo, fatídico, jurídico, típico, normativo, harmônico, cotidiano, plausível, redundante, repetitivo.... Basta pura e simplesmente acreditarmos em atitudes simples e pequenas.

Repense sua vida, mude seus hábitos, livre-se dos livros, mude os ares, veja o mar, tome água de coco, suspenda a coca-cola, de um salve ao suco de uva, abandone a Mc'Donalds, aprecie o subway ( de almondegas de preferência)... Procure por amigos saudáveis, despreze os pessimistas, e seja uma benção!!!

É assim que acreditamos... e olhe que não citamos em nenhum momento as dificuldades financeiras. Isso ainda é possivel assunto de outro post.

Por hora, paramos...

Mas, não cansamos de dizer, a quem quer que seja...

Acredite!!!

Acredite!!!

Acredite!!!

E Deus o abençoará.

....


Abençoa-me, Senhor... Eu quero acreditar!!!!!!

24 de mar de 2010

Quando Tudo Está Perdido...

A canção "Via Láctea", de Renato Russo, tem esta frase como início... Depois do dia que as coisas não parecem dar certo, onde os problemas se tornam a tônica diária, onde as circunstâncias negativas, se tornam seu parceiro - É de se cantar... quando tudo está perdido...

A canção, diz mais... "... Queria ser como os outros, que ri das desgraças da vida, ou fingir estar sempre bem, ver a leveza das coisas com humor...".

Eu queria ser assim, queria dar risada, quando as coisas não vão bem, quando os dissabores da vida são mais fortes que o otimismo oriundo com a alvorada. Nada tem sentido, e no dia de hoje, apresento as sintomatologias típicas de uma pré-depressão. Já tive raiva,muita raiva, indignação, revolta ( redundantemente falando), tristeza, vontade de desistir, de não saber o que fazer, de se sentir injustiçado... e por ai vai...
`
Procurei no meu arquivo de música, algo que me confortasse, algo que me levasse para qualquer sentimento distante dos que sentira, precisava me reconfortar em pensamentos, sabe... pois bem, resolvi fazer minha auto-sessão de musicoterapia.

Não surtiu o efeito esperado, mas, ao menos,anestesiou o que estava latente, mesmo não sendo o analgésico psicológico, serviu para entender mesmo em meio a tudo dando errado, Deus está a frente de tudo, proporcionando oportunidades de amadurecimento e crescimento. No entanto, é algo que nos desestrutura intensamente... ate encontrar o tão sonhado equilíbrio, demanda um razoável tempo - por sinal, razoável é algo que ha tempos não sinto este princípio consagrado no ordenamento jurídico, não se aplica nem de longe a questões que estamos submetidos.

Peço a Deus, que não me tire o sorriso, nem a felicidade, nem tampouco a serenidade de saber que Ele está no comando de tudo... mesmo em meio as intempéries da vida, posso saber e sobretudo sentir sua presença cotidiana.

Para contrapor a o texto epigrafado... quero cantar a canção que até hoje faz-me sentir o quanto Deus nos ama, mesmo quando tudo está perdido...

"Ele a mão em meu ombro,
Quando a tristeza me vem,
Amizade constante, Oh quanta paz que Ele contém

Ele é a voz,no silêncio, que soa doce e calma
Que palavra importante, dando-me alívio a alma

Não preciso preocupar-me!
Se as coisas não vão muito bem,
Pois se confio, minha vida em Seu poder,
Faz-me recordar a cruz...

Ele é a luz em meio as trevas,
Brilhando como o sol no dia,
Preocupado comigo.
Oh, quanta paz que Ele contém."

É esse tipo de poema, que ainda restaura as forças, renova o vigor e ergue-me para a próxima batalha, mesmo sofrendo, ferido, cansado e abatido... Sigo avante... Esperando que Deus faça em mim, apenas o que Ele quer.

Abs a todos!!!

23 de mar de 2010

O que é o amor? Onde vai dar? Parece não ter fim...

O título acima, pode parecer inicialmente como um delírio nada piegas de um adolescente, suspirando amor em tudo que vê. Entretanto, quero usar o fragmento da canção de Nana Caymmi, para tentar como inúmeros, pensadores, poetas e demais profissionais das mais variadas categorias, procurando entender, ou explicar este fenômeno humano, inerente a qualquer um de nós.

Há quem diga que já nascemos amando. Assim como o direito, que em seu ordenamento,preve que a vida intra-uterina, já goza dos benefícios jurídicos,assim também é o amor. Apenas que, no ultimo,o individuo não requer nada, não postula diante de nada ou ninguém aquilo com o qual nasceu. O direito a vida e o amor!

Mas, que raios seria o amor? Por que temos? por que temos que amar?

Prezados, destas respostas, eu não sei elucida-las, entrementes, após analisar, reanalisar, dissecar, sintetizar e sofrer um bocado, cheguei a conclusão de que o amor não é algo definível. Não é uma teoria científica, onde se possa limita-lo a algumas letras vagas e sem sentido. O amor é algo a ser vivido, desde o ventre materno, porque se pensamos bem, o que levaria alguém a carregar outro ser humano por eternos 9 meses, ver seu corpo totalmente modificado, durante e depois do nascimento, se não fora por amor?

O que nos move? a levantar, a ser cortes, respeitosos, sensatos, coerentes, sensíveis, amigos, companheiros, fiéis, responsáveis? Se não for por amor e pelo amor.

Uma mãe gera um filho, cria, educa, alimenta, abdica, renuncia... pelo que?

Pelo simples e futil sentimento de dizer as amigas da sociedade que é mãe? Não. Ela faz isso porque ama, porque sente algo além de suas meras e limitada compreensão. Ela quer amar, quer dar o melhor, quer dar tudo de si.

Neste contexto, que nascemos. Apreendemos o amor, vivemos o primeiro tipo ( se é que se pode dizer "tipos" de amor") vivenciado por um ser humano. Após isso,poderíamos dizer, que o amor, torna-se algo oriundo de um processo osmótico, onde as repetições, características e peculiaridades são repetidas por nós, nas, mais diversas esferas de relacionamento.

Mas, o que é o amor?

Voltemos agora ao inicio... ao inicio de tudo... e procuremos na história da humanidade, a maior e mais importante prova de amor, demonstrada por um homem... Ha alguns anos... (foi quase um dia desse...) um homem, desafiou um império mais forte e mais cruel, existido na terra... dizendo uma frase simples... "Amai-vos uns aos outros...". Como Ele poderia dizer tal ato? Como Ele poderia expressar o que é amor?

Numa sociedade como aquela, onde os interesses eram pautados sob qualquer pilar, ( qualquer semelhança com nossa sociedade, não é mera coincidência), Jesus Cristo decide amar. Amar para salvar algo que Ele mesmo havia criado e que o próprio homem trilhou caminhos para perder a si mesmo. Cristo resolveu amar... Suportando a mais dolorosa e humilhante morte jamais registrada na sociedade.

Por que?

Porque ele Ama. O que é o Amor? Pergunte a Ele, Jesus Cristo pode definir a você da melhor forma possível, Amando.

Poderia ser definido por alguém com mais competência do que Ele mesmo? Se o próprio disse que Ele é o amor... Ninguém mais pode falar com mais propriedade sobre o amor.

Mas, vamos voltar a laços humanos... Amar alguém... viver com alguém... Como é que se pode viver isso?

Quero desafia-los a amar, como se fosse a ultima coisa que tivessemos a fazer. Não sei dar uma bula sobre o amor a você, até porque se soubesse, eu procuraria para mim mesmo.(risos...)

Sei que na nossa sociedade, existe uma carência muito mais do que de alimentos... é de amor...

Ja li livros fabulosos sobre o amor, outros nem tanto, mas, de uma coisa eu quis aprender e apreender, é mais do que necessário amar... Independente da categoria escolhida, (pais, filhos, conjuge, patrão, inimigo, familiares)

Ame.

A quem quer que seja... Ame!!!

Após a conclusão de um livro sobre o amor.. ( Um amor que vale a pena.Lucado, Max),cheguei a uma frase, que repito quase diariamente e com ela, que termine o post de hoje...

"... Por mais piegas que possa ser, o amor é a única solução para os problemas sócio-políticos, culturais e econômicos da humanidade.

21 de mar de 2010

Sábado a Noite..

"... Todo mundo espera alguma coisa, do sábado a noite..."

Este fragmento da canção do grupo Cidade Negra, foi sucesso por muito tempo.. e, posteriormente, Lulu Santos fez o mesmo, com seu CD acustico Vol 1 e 2. Da mesma forma, exaltava a noite do sábado. Fazendo menção que as pessoas esperavam a semana inteira por este anelado dia.

Engraçado pensar, mas, a canção faz apologia a balada, a saídas com amigos, a se divertir e coisas parecidas... Acredito que o sabado pode e deve ser um dia diferente, especial, contudo, queria pensar de um outro modo...

Ja estive nas baladas, nas festas... vendo as pessoas se divertindo, bebendo, atribuindo a tal ato como um programa bacana... Ja vi filas intermináveis em boates em BV, Ja vi boate cheia de gente esquisita, com roupa de grife comprada em liquidação em 10X sem juros...rs..

Mas...

Por que não, fazer uma canção que exalte a saida em familia?
Por que, não falar de ficar em casa, assistindo um bom DVD?
Por que não mencionar a possibilidade de ler um bom livro?
E, por fim, por que não dizer que todo mundo espera alguma coisa, na igreja no sábado a noite?

Queria apenas exaltar outras possibilidades, tão prazerosas, tão intensas e até mais prazerosas e seguras de se viver o sábado a noite. Quero dizer a vocês, que não são as baladas que nos faz felizes.

Coisas simples, nos tornam tão ou até mais felizes, quando se pensa em outro prisma. Estar com amigos na igreja, estar em casa com a familia, ver um filme com sua namorada num sabado, vendo um parque, vendo o mar, tomando agua de coco, vendo a lua..

Viver o romantismo, de um modo não piegas mas, sim, analisando e vivendo a vida com intensidade em cada detalhe. O poeta dizia que a vida é composta de felicidade em pequenos detalhes...

Roberto Carlos canta a mesma coisa... o que fica são os detalhes, o estar junto, o viver algo novo, a intimidade, a alegria das pequenas coisas, as reuniões em familia.. o rir, o chorar, o amar...

Proponho ao pop rock, uma canção, que exalte a convivencia mutua, intima e sincera no sábado a noite... no domingo, na segunda, na terça e em todos os dias da semana!!

Tiremos esta responsabilidade de sermos intensamente e irresponsavelmente felizes no sábado!!

Ele não merece isso!!!

Pensemos, repensemos e vivamos!!!

Felizes esperando alguma coisa em todos as noites da semana!!

Abs

20 de mar de 2010

19 de Março...

Pois eh...

hoje é 19 de março. O que mais esta data, ao que me consta, remete-me a lembrar o dia de plantar sementes de milho para termos uma safra em abastança em junho. Só isso? Poderia ser mais um dia do longo mês de março... poderia... poderia...

Mas, alem das conjecturas do "poderia", é uma data especial, ao menos para a minha família. Há exatos 34 anos atrás, minha mãe deu a luz a um cara que indubitavelmente acabou marcando minha vida... Nasceu na Maternidade Agamenom Magalhães, Geasy Jr. Ou simplesmente, meu irmão.

Após este prolixo preâmbulo, o intuito do blog de hoje, é festejar a data de um cara que ao longo desses anos,acumulou várias funções: Ele foi um irmão que tentou me asfixiar com ciumes, quando nasci, que tentou ser um cara com mais atributos e adjetivos que eu ( e no que tange a isto, ele conseguiu...rs...), ser meu amigo, confidente, amigo, pai ( em inúmeras ocasiões) e por que não dizer... irmão.

Ele é o oposto de mim; pelo menos em alguns pontos, meu lado mais potencializado, que por muitos é censurado, no dele, o bom senso e a coerência estão acima de qualquer suspeita. Ele é o primeiro neto de minha avó materna, ou seja, ele carrega dupla primogênitura. Se partirmos do pressuposto que vó é mãe duas vezes, ( eu não sei a de vocês, mas, a minha fala isso sempre.), ele conseguiu esta proeza.

Ademais, atingiu o patamar de ser um cara que eu admiro mais do que muitas outras pessoas, que poderia facilmente admirar... meu cumplice, sabe de tudo da minha vida, até o que não deveria dizer - Ele sabe.


Dedico essas singelas palavras, a um dos caras mais admiráveis e respeitados por mim.

Meu irmão, meu amigo, meu pai e acima de tudo um grande exemplo. Seja no erro, seja no acerto.

Deus o abençoe, meu velho, e que nos próximos 34 anos, você seja este baluarte usado nas mãos do Senhor, não apenas para mim, mas, para toda a nossa familia.

Parabéns, vei!!!!!

19 de mar de 2010

Tema do Blog

Caros leitores...

É totalmente normal, a primeira vista, estranhar o título deste blog, contudo, quero elucida-los, acerca do supracitado tema. Para que definitivamente, possamos entender juntos o que raio a Música Forense quer dizer.

Antes de qualquer coisa, vamos entender o termo "Música"- que nada mais é do que a arte de expressar sons, mesmo discordando frontalmente dessa definição vaga, simplória, superficial, limitarei-me a utiliza-la com o intuito de concluir minha tese ( o que se torna mais importante,neste momento) sobre meu prematuro blog.

Dando sequência, o fundamentos da música são: melodia, ritmo e HARMONIA. - Ora pois? mesmo com essas definições qual a relação entre ambos?

Notem que harmonia encontra-se em letras maiusculas, por que? propositadamente, dei destaque, para que analisemos as mais variadas possibilidades harmonicas.

A música, procura a harmonia, para dar equilíbrio, sonoridade rica em detalhes, em um conjunto de sons executados concomitantes, com tessituras distintas e peculiares, que juntos, tornam papeis e obras inesqueciveis e imortalizadas.

Ora..

E no Direito?

O Direito, precípuamente, busca a harmonia nas relações sociais, comerciais, administrativas, civis, pessoais e estatais, anelando assim que o justo, o correto,o ético, possam ser os pilares destas relações, buscando sempre o equilíbrio entre os seres que a compõe, para que dessa forma, exista doravante, um conjunto de normas que não sejam apenas de cunho discricionários, morais e/ou coercitivos, mas, que busquem na sua mais pura essência, puramente o respeito mútuo entre os seres de uma sociedade da mais dinâmica e que, com isto, seja alcançado o fim.

Destarte, a relação harmonica, consubstancia-se na busca do ideal de equilíbrio.... Harmonia entre os mais variados sons, instrumentos, regentes - e no direito, a busca do tão sonhado deve ser, do respeito, do equilíbrio e da busca pelo que é certo, pelo que é justo e por fim, o que é verdadeiro.

18 de mar de 2010

Abertura de Blog

Oi, gente...


Nunca usei esse tal de "blog", nem tampouco entendia a sua funcionalidade pratica dessa coisa de site pessoal, entrementes, conversando com a uma amiga que mora a quilômetros de mim, percebi que esse lance poderia ser interessante. Vislumbrei possibilidades nunca dantes pensadas, que doravante pode ser uma possibilidade de expor na rede, ideias, pensamentos, indagações filosófico-juridico-musicais, e por conseguinte, fazer de um registro particular de tudo isso citado.

Espero que funcione... que seja legal para mim e pra quem tiver paciência de ler as coisas que escrevo, há quem diga que não escrevemos pra nós mesmos, e outra vertente que se contrapõe a essa tese, alegando que o autor, deve pensar preambularmente em seu proprio bem estar de ler e deliciar-se em suas palavras...

É mais um desafio virtual, melhor do que os sites de relacionamento, (orkut, facebook, twitter, e por ai vai...rs...).

Espero que, quem tiver a coragem de ler, goste.

Ate o próximo comentário!!!