24 de mar de 2010

Quando Tudo Está Perdido...

A canção "Via Láctea", de Renato Russo, tem esta frase como início... Depois do dia que as coisas não parecem dar certo, onde os problemas se tornam a tônica diária, onde as circunstâncias negativas, se tornam seu parceiro - É de se cantar... quando tudo está perdido...

A canção, diz mais... "... Queria ser como os outros, que ri das desgraças da vida, ou fingir estar sempre bem, ver a leveza das coisas com humor...".

Eu queria ser assim, queria dar risada, quando as coisas não vão bem, quando os dissabores da vida são mais fortes que o otimismo oriundo com a alvorada. Nada tem sentido, e no dia de hoje, apresento as sintomatologias típicas de uma pré-depressão. Já tive raiva,muita raiva, indignação, revolta ( redundantemente falando), tristeza, vontade de desistir, de não saber o que fazer, de se sentir injustiçado... e por ai vai...
`
Procurei no meu arquivo de música, algo que me confortasse, algo que me levasse para qualquer sentimento distante dos que sentira, precisava me reconfortar em pensamentos, sabe... pois bem, resolvi fazer minha auto-sessão de musicoterapia.

Não surtiu o efeito esperado, mas, ao menos,anestesiou o que estava latente, mesmo não sendo o analgésico psicológico, serviu para entender mesmo em meio a tudo dando errado, Deus está a frente de tudo, proporcionando oportunidades de amadurecimento e crescimento. No entanto, é algo que nos desestrutura intensamente... ate encontrar o tão sonhado equilíbrio, demanda um razoável tempo - por sinal, razoável é algo que ha tempos não sinto este princípio consagrado no ordenamento jurídico, não se aplica nem de longe a questões que estamos submetidos.

Peço a Deus, que não me tire o sorriso, nem a felicidade, nem tampouco a serenidade de saber que Ele está no comando de tudo... mesmo em meio as intempéries da vida, posso saber e sobretudo sentir sua presença cotidiana.

Para contrapor a o texto epigrafado... quero cantar a canção que até hoje faz-me sentir o quanto Deus nos ama, mesmo quando tudo está perdido...

"Ele a mão em meu ombro,
Quando a tristeza me vem,
Amizade constante, Oh quanta paz que Ele contém

Ele é a voz,no silêncio, que soa doce e calma
Que palavra importante, dando-me alívio a alma

Não preciso preocupar-me!
Se as coisas não vão muito bem,
Pois se confio, minha vida em Seu poder,
Faz-me recordar a cruz...

Ele é a luz em meio as trevas,
Brilhando como o sol no dia,
Preocupado comigo.
Oh, quanta paz que Ele contém."

É esse tipo de poema, que ainda restaura as forças, renova o vigor e ergue-me para a próxima batalha, mesmo sofrendo, ferido, cansado e abatido... Sigo avante... Esperando que Deus faça em mim, apenas o que Ele quer.

Abs a todos!!!

Um comentário:

  1. Todo mundo tem seu dia cor de cinza mas que maravilha poder escolher as nossas cores, pintar a vida de verdes, amarelos e brancos.
    A tua fica linda quando tá em tons "azuis" ^^

    Beijão pra tu vizinho! ^^

    ResponderExcluir