5 de ago de 2010

Descansa em Deus, na Paz do Senhor...

Em meio a uma turbulência...

uma canção soa como um balsamo.

tema de uma cantata- Inesquecível, por que não dizer.

Ressoa...

" Se lembre, da vontade do Senhor, guiou-nos com carinho até aqui, Se lembre, do amor de Nosso Deus, do plano reservado para nós..."

Recitar estas palavras, da uma conotação de uma grande dificuldade vencida. No entanto, não é este contexto no qual ela esta ressoando.

Ela ressoa, no meio do turbilhão, no meio do nada, quando não se há esperança, nem luz do fim do túnel.

Deserto...

Um eco do silêncio é o que os ouvidos escutam, e subitamente, quando a ausência de fazer aquilo que se ama, quando se aproxima do momento mais angelical do ano, quando a história é contada em harmonias, acordes, unção e exalando emoção...

Silêncio...

O vácuo do nada, nos revela nada. Simplesmente nada!!

Entrementes... " Se lembre da vontade do Senhor..."

....



Viver isto, acreditar piamente que acordes surgirão, que lágrimas brotarão de olhos ressecados, que os braços voltarão a mexer-se... Por hora é so um sonho. As lágrimas caem... A saudade aperta, a dúvida mistura-se a uma dor e revolta.

Ate porque... somos humanos...

"... Se lembre da vontade do Senhor..."

A música muda o tema... os acordes em Perfeito Maior, cadênciam-se em modo plagal, e o acorde torna-se o tema do post...

"Descansa em Deus, na paz do Senhor, confia em Seu eterno amor, Descansa em Deus, na paz do Senhor..."

É a esperança!

O fôlego ressurge, as lágrimas outrora fruto de um sentimento doloroso, volta a cair.

Cair de esperança!! Os músculos contraem-se, os braços repetem movimentos técnicos... o calafrio toma o ser e tudo volta a ser uma esperança...

De que o sonho não morreu. O ar da música voltará a ser inalado. A transpiração emotiva de outrora voltará...

É isso que o mantém vivo- A esperança de contar através da música as maravilhas que marcaram a humanidade defintivamente!!!

Enquanto isso não chega...

"... Descansa em Deus..."

1 de ago de 2010

Para o Amigo, o Melhor Pedaço...

Acabo de receber redundantemente, um arquivo em PPT, da estória de Serapião e seu cachorro leal e sempre presente. Li como este conto emociona momentâneamente dezenas, ou centenas de pessoas. De igual modo, outras dezenas e por que não dizer centenas, simplesmente ignoram esta pérola recebida...

Pode parecer uma mera bobagem, um conto fictício, ou fábula, ou qualquer coisa semelhante da imaginação de um autor cuja preferência seja bastante piegas- de acordo com a opinião de alguém, no qual me isento de igual pensar.

Mas, traçando um paralelo entre os fatos, ou seja, da estória de serapião e seu cão, quero neste post, ofertar aos meus amigos, o tema deste.

Quero dar-lhes o melhor pedaço.

O melhor pedaço de mim, seria naqueles dias em que não estamos bem, naqueles momentos em que a vida nos exige equilíbrio, bom senso, parcimônia, amparo,- Surgem eles... Nossos amigos.

Eles querem algo raro de nós, na maioria das vezes, apenas atenção!!!

Pode parecer tolice, mas é a mais cristalina verdade, eles querem atenção, regada a carinho, recheada de afeto, cobertura de ternura.

Querem se sentir amados, queridos, amparados, privilegiados!

Ah... como o mundo carece de atenção mútua.

Ja vivi uma certa experiência... Onde uma semana que emergia complicada e enorme em dificuldades, onde eu diminuia gradativamente, uma amiga me pediu socorro. Tinha 2 opções, ou ignorá-la ou ofertar o mínimo que podia. Atenção dispensada, neste caso; para ela!!!


Pasmem, como foi reconfortante, ofertar alguns minutos do meu dia... Como ela me agradeceu por tão pouco. Algumas frases, respostas precisas e não genéricas, foco nela, ouvidos atentos - Pronto! Resolvido!!! Ela retomou o seu dia e eu prossegui no meu.

Contudo, aconteceu algo inversamente proporcional. Na medida em que eu dava, mais me tornava melhor, mais disposto, mais leve, mais feliz.

Percebi o óbvio, quanto mais nos dispomos a dar, melhor nos tornamos. Nossos problemas egocêntricos diminuem a olhos vistos, nossa vida ganha algumas cores, e somos mais felizes!!!

Para vocês, meus eternos e saudosos amigos!!!

Quero dar o melhor de mim!!!!

O melhor do meu tempo, os dias mais especiais, os feriados, as madrugadas a dentro, rindo, cantando e chorando com voces!!!

Quero dar-lhes minha mais pura e sincera amizade. Sem pré-acordos, sem ressalvas, sem garantias, sem avaliadores, sem promessas futuras!!

Quero ofertar aquilo que posso dar, nem mais, nem menos.

E por último...

Quero reafirmar minha amizade e rogar a Deus que os abençoe ricamente!!!

Que os faça próperos, felizes, realizados, e com alguns problemas...rs.. porque só assim, manteremos contato!

Percebi que os que nos vincula, não são os momentos de prazer e felicidade, estes, são maravilhosos, porém, o que nos interligará, serão as dores, as perdas, os problemas,as lágrimas e nossa presença!!!

Assim como Serapião, ao ganhar o cachorro quente, deu ao seu cão, a salsicha, que teoricamente, é o melhor pedaço, de igual modo, oferto-lhes a mesma!!!

Aos meus amigos... Um abraço fraterno!




P.S.- Um salve ao autor...
Innocêncio Viégas.